Saiba detalhes sobre diversidade & Inclusão

Práticas inclusivas vêm sendo desenvolvidas e aprimoradas a cada dia no ambiente escolar. E pode-se perceber que os fatores que influenciam diretamente as mudanças são fatores sociais relacionados à aceitação do diferente e o respeito à diversidade.

Se já é um desafio inserir os conceitos de diversidade e inclusão na cultura organizacional e sensibilizar o quadro de colaboradores, quanto mais mobilizar todos os fornecedores, distribuidores, clientes e consumidores que integram a cadeia de valor da empresa. Promover a diversidade nas empresas é uma questão ética, mas que também agrega valor à imagem da corporação. Por isso, as ações de diversidade e inclusão devem estar associadas também aos valores da empresa e às suas estratégias de negócio. A empresa precisa integrar a comunicação com o plano de ações para promoção da diversidade.

Uma pesquisa da Robert Half revelou que mais da metade dos profissionais entrevistados (57%) acredita que a empresa na qual trabalha não tem uma política clara de diversidade e inclusão. Entre essas pessoas, 58% afirmou que um programa está sendo estruturado e 18% creditou a ausência da ação à falta de apoio da liderança. Mas, o que me assustou foi saber que ainda existe uma parcela (8%) acreditando que o tema não é relevante.

A diversidade combinada com a inclusão é o grande impulsionador para a inovação, que trará valor para as empresas. Na ocasião, os líderes presenciaram as aulas e conversaram com os alunos, atividades que complementaram a programação do workshop.

Semana Senac Da Inclusão E Diversidade

É preciso conscientizar todo o grupo, enraizar o tema na cultura da companhia, promover ações de sensibilização e fazer um mapeamento constante para entender se o tema está transitando de maneira natural entre o discurso e a prática. Sei de todas essas etapas porque a Robert Half acaba de ser listada no Índice Bloomberg de Igualdade de Gênero 2020 por ser uma empresa que preza pela diversidade, além de oferecer uma cultura inclusiva. O processo de sensibilização, parte importante do programa de Gestão da Diversidade, consiste em capacitar as lideranças e torná-las multiplicadoras do tema para outros trabalhadores dentro da empresa, além de atuarem como agentes de inclusão da diversidade dentro da indústria. Para alcançar este objetivo, uma das ações realizadas na unidade de Gaspar, foi um workshop de sensibilização com um grupo de gestores. A iniciativa foi realizada no SESI Escola de Blumenau, que atende 107 alunos com deficiência.

Workshop inteligência de gênero .

Sensibilização da Diversidade & Inclusão

Workshop Promoção da Equidade Racial, evento que faz parte da sensibilização do Selo da Diversidade Étnico Racial https://t.co/eVHXWyKZZo pic.twitter.com/CpeBmyWs22

— SEMUR (@ReparacaoRacial) August 22, 2017

  • E pode-se perceber que os fatores que influenciam diretamente as mudanças são fatores sociais relacionados à aceitação do diferente e o respeito à diversidade.
  • Assim, este trabalho analisa um projeto de ensino, com automotiveáter de formação inicial, que desenvolve ações que permitam o conhecimento e a vivência de questões referentes à inclusão da pessoa com deficiência no IFAL – Campus Murici.
  • O projeto é direcionado para alunos dos 1ºs e 2ºs anos dos cursos de Agroecologia e Agroindústria do campus Murici, para que possam ser aliados na efetivação do processo de inclusão, valorizando e respeitando a diversidade.
  • Práticas inclusivas vêm sendo desenvolvidas e aprimoradas a cada dia no ambiente escolar.
  • Partindo desse pressuposto e considerando os aspectos socioculturais como influenciadores da legitimação da inclusão no ambiente escolar, faz-se necessário proporcionar atitudes inclusivas também por parte dos alunos.

pesquisa da Robert Half revelou que mais da metade dos profissionais entrevistados (fifty seven%) acredita que a empresa na qual trabalha não tem uma política clara de diversidade e inclusão. A comunicação, tanto interna quanto externa, também faz parte do processo de adesão à diversidade nas empresas. Tão importante quanto o compromisso dos líderes, saber comunicar as ações da empresa e sua nova política de diversidade e inclusão fará toda a diferença para o sucesso do projeto. Promover a diversidade nas empresas não é uma tarefa tão simples quanto possa parecer.

Para alguns, implantar diversidade e inclusão em uma empresa se resume em contratar colaboradores dos grupos minoritários e socialmente excluídos, contudo isso não basta. É necessário desenvolver uma gestão de pessoas atenta e preocupada com o bem-estar de seus funcionários uma cultura organizacional orientada para diversidade e inclusão. Com o objetivo de desenvolver um programa de gestão da diversidade, inicialmente com foco na inclusão de pessoas com deficiência, a Bunge conta há dois anos com a consultoria em Gestão da Diversidade do SESI/SC. Uma das etapas desse processo trata-se da sensibilização das lideranças, que será realizado em todos os negócios da empresa. Acesse aqui para ter mais detalhes sobre Sensibilização da Diversidade & Inclusão.

Atualmente, o tema de diversidade e inclusão é uma das principais preocupações dos gestores corporativos. Entretanto, muitos líderes não sabem como começar a promover a diversidade nas empresas e enfrentam algumas dificuldades durante o processo. Um ambiente inclusivo cria um forte engajamento entre você e a sua equipe, proporcionando um novo olhar e criando uma cultura inclusiva.

Agora, se você deseja implantar uma política de diversidade e inclusão, transformar a cultura organizacional e capacitar líderes e gestores no tema, conheça nossos serviços de consultoria. Se você gostou deste conteúdo e quer levá-lo para sua empresa, recomendamos a contratação de uma palestra de Ricardo Voltolini sobre o tema. Tendo como base os conteúdos do Guia Diversidade para Empresas & Boas Práticas, a palestra aborda os 7 grandes desafios de diversidade nas empresas e apresenta circumstances de empresas que se destacam na promoção da diversidade e inclusão. Todas as estratégias adotadas pela empresa precisam ser coerentes com a política de diversidade e inclusão. Por se tratar de um novo valor-base da empresa, precisa ser considerado em todas as ações institucionais e orientar a tomada de decisão.

E, justamente por não pertencer a um setor específico, o segundo passo recomendado para implantar a diversidade nas empresas é criar um Comitê de Diversidade e Inclusão (D&I). O comitê costuma adquirir um papel protagonista na formalização do processo de adesão à diversidade, por meio da elaboração do plano de ação e da política de diversidade e inclusão. Além disso, o comitê também se torna responsável pelo monitoramento dos resultados e do sistema como um todo.

consultoria sobre empoderamento feminino aqui. Partindo desse pressuposto e considerando os aspectos socioculturais como influenciadores da legitimação da inclusão no ambiente escolar, faz-se necessário proporcionar atitudes inclusivas também por parte dos alunos. Assim, este trabalho analisa um projeto de ensino, com automotiveáter de formação inicial, que desenvolve ações que permitam o conhecimento e a vivência de questões referentes à inclusão da pessoa com deficiência no IFAL – Campus Murici. O projeto é direcionado para alunos dos 1ºs e 2ºs anos dos cursos de Agroecologia e Agroindústria do campus Murici, para que possam ser aliados na efetivação do processo de inclusão, valorizando e respeitando a diversidade. Espera-se, dessa forma, sensibilizar os alunos para com a diversidade e questões referentes à inclusão da pessoa com deficiência na escola; bem como o desenvolvimento de um novo olhar e de uma nova postura em relação à pessoa com deficiência e à diversidade de maneira geral. Realmente, não é fácil implementar uma política de diversidade e inclusão dentro de uma empresa.

Conheça Nosso Blog de notícias.

Transformação Digital

Deseja mais detalhes? clique aqui em racismo no Brasil[youtube https://www.youtube.com/watch?v=vLogH04x9eg]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *